terça-feira, 26 de agosto de 2008

Humildade


De certa forma, este tema é relacionado ao tema anterior que fala sobre o perdão. Para perdoar é preciso ter humildade, é necessário não deixar que sentimentos impuros e carregados de energias negativas toquem o nosso ego nos dando a falsa impressão de que perdoando estamos nos colocando inferior ao nosso irmão, faltando assim com a humildade.

Eu mesmo já confundi em um determinado tempo da minha vida a diferença entre humildade e humilhação. A sensação de se perdoar uma pessoa, dependendo do estado da nossa tela mental, é de que estamos nos humilhando, o que é uma sensação ruim, muitas vezes. Isso porque não conseguimos enxergar a amplitude do perdão. Com o nosso aprendizado aqui na Terra, vamos notando que perdoar, ser humilde e outros atributos mais, são indispensáveis para o viver.

Através da humildade conseguimos trazer para nós os amigos, fazemos as pessoas estarem perto de nós porque sentem prazer na nossa companhia, na nossa conversa. Com a humildade aprendemos a ouvir, a falar na hora certa sem ofender.

Um grande exemplo de humildade que temos na História da humanidade é Cristo. Jesus foi humilde todo o tempo, porém sem humilhar. Jesus não só escutava os seus irmãos menores, mas também ouvia o íntimo de seus corações, fazendo-os se sentirem recolhidos em seu amor celestial. O Mestre instruía e corrigia quem fosse necessário, porém sem humilhar ninguém. Sabia colocar as palavras certas que caíam no coração bruto sem causar estrago, mas a transformação.

Além de Jesus, temos muitos exemplos na humildade. Para todas as religiões e correntes filosóficas temos os ícones ou mártires que nos ensinaram o dom da humildade, além de outros. Cabe a cada um de nós não só colocarmos a etiqueta da religião/corrente filosófica, mas praticar os ensinamentos trazidos por todos esses enviados do Infinito para nos ajudar na escalada evolutiva nos direcionando para frente e para o alto na direção do nosso Deus.

Muita Paz!