segunda-feira, 10 de março de 2008

A Lei do Progresso


Tudo progride. As plantas, os animais, o homem e, não menos lógico, o Espírito. Lançando um olhar ao passado mais remoto e acompanhando-o até o presente século, é impossível negar o progresso dos habitantes do globo, mesmo quando às vezes parece estacionar, ou até mesmo regredir.

É colocado na essência de todos os homens o germe que nos impulsiona ao progresso. Podemos abranger esse progresso em duas frentes: intelectual e moral. O progresso intelectual se dá com o avanço da tecnologia, arquitetura, engenharia, medicina, enfim, tudo o que diz respeito ao progresso material que não tem ligação com a essência do ser humano. A moral, por sua vez, é o que lida com questões mais elevadas, tais como o amor ao próximo, caridade, respeito, etc. Qualidades que são mais sublimes e possibilitam aos homens a viverem verdadeiramente como irmãos.

Nunca o homem (ou a humanidade) regride. Por mais que às vezes isso pareça contraditório. No máximo se mantêm no seu estado até que um dia continue a sua marcha. Quando Deus, de sua Glória, vê que algo precisa de um "empurrãozinho" tanto no que diz respeito ao intelecto quanto a moral, envia transformações físicas e/ou morais para que o homem seja capaz de refazer conceitos, tornando assim, através do trabalho, a marcha do progresso constante.

O intelecto e a moral, apesar de pedras angulares no progresso, não marcham juntas. Muitos povos, às vezes muito avançados intelectualmente, parecem mais brutais, mais ligados à matéria, abusam de povos menos avançados. Pobres são eles, pois por não saberem lidar com tal avanço, serão julgados conforme as obras que praticaram. Porém, como a marcha é sempre para frente e para cima, o próprio avanço intelectual fará alcançar virtudes inerentes ao Espírito, discernindo cada vez mais o bem e o mal e, através do livre-arbítrio, entender como deve proceder para continuar nessa marcha rumo à perfeição.

Acreditar que não evoluímos mais, é acreditar que somos perfeitos. O que é um absurdo.


Muita Paz!