domingo, 14 de outubro de 2007

Renúncia e Abnegação

Quando começarmos a praticar a renúncia e abnegação
começaremos a ver o sol raiar para o nosso espírito

Talvez escrever seja uma forma de tentar assimilar melhor o tema, visto que eu mesmo não o coloco em prática em toda sua completude. Abnegação e Renúncia são duas chaves para a estruturação espiritual completa neste planeta, mas será que estamos prontos para colocarmos a teoria em prática?

Você já parou para pensar porque às vezes falhamos no aspecto espiritual mesmo quando nos sentimos em nosso melhor momento? Já tentou encontrar a causa de nossa infortúnia falta? Talvez possamos arriscar em egoísmo e orgulho, será que são essas as causas? É isso mesmo amado(a) irmão(ã), é exatamente o câncer que precisa ser extirpado de nossa essência.

Como sempre faço nos nossos artigos, tomo primeiramente o exemplo do nosso Mestree Jesus Cristo. Com os exemplos que temos no Evangelho podemos analisar a personalidade do Mestre e de seus discípulos e notar claramentet que o principal pré-requisito que Cristo expunha para seguí-lo em sua missão era a Renúncia e a Abnegação. Por várias vezes o vemos dizendo: "Largue tudo que tens e segue-me". Os discípulos que tinham o desejo do avanço espiritual escutavam-no e acatava-o sem pestenejar.

Mas qual seria a razão para tão grande esforço? Será que nosso avanço espiritual depende mesmo desse sacrifício? Não há muito o que falar, todos sabemos, por mais que não pratiquemos, que esse é o caminho para a perfeição. Vimos no artigo Liderar pelo Exemplo que é a abnegação e a renúncia que nos tornarão lideres excepcionais. Na história e no Evangelho temos vários exemplos para podermos nos espelhar. Quantos são os que renunciaram ao poder, ao dinheiro, a fama, a família e até mesmo a própria vida para poder servir o próximo? Quantos não deixaram de viver para si para viverem para Deus? Jesus, Apóstolo Paulo, Buda, Bezerra de Menezes, Madre Tereza, Chico Xavier e tantos outros que hoje vivem no anonimato.

Prezado leitor, quando abstemo-nos dos desejos materiais, das posses que um dia irão ficar quando nosso corpo de carne padecer, quando olharmos para dentro de nós e vermos que existe um Espírito sedento que precisa de alcançar o progresso em direção ao Pai Eterno, começaremos a dar menos valor às paixões dessa vida, seremos abnegados de todo o materialismo e renunciaremos ao que faz atrasar nossa caminhada.

É como falei no início, eu mesmo, apesar de conhecer bem a teoria, tento de todo modo colocar essa teoria na prática. E você? Qual seu objetivo espiritual? Já parou para pensar se está deixando as coisas realmente importantes de lado? Lembre-se das palavras do Mestre: "Buscai primeiro o reino dos céus e as demais coisas lhes serão acrescentadas."

Sabedoria a todos nós!

Artigos Relacionados: