terça-feira, 7 de agosto de 2007

Professar e Praticar

Atualmente temos centenas de religiões ao redor do mundo. Crenças das mais variadas, cada uma adaptada a uma sociedade, com seus costumes, ritos e cultos. Praticamente todos têm uma religião e esta exerce um papel importantíssimo na vida das pessoas, isso ninguém pode negar.

Todas as crenças têm o mesmo objetivo: dar ao homem, ao final de sua vida, uma certeza de que ele não vai simplesmente deixar de existir. Todas falam de alguma forma de vida extra corpórea. Uns falam da consciência desdobrada pelo espaço outros falam da vida do espírito, ou seja lá que nome seja dado, mas que sobrevive após o padecimento das funções biológicas do corpo humano.

Toda religião que tem por objetivo assegurar a vida após a morte, fala de um fim bom ou ruim, de acordo com as suas atitudes durante a sua estadia neste plano. Nada de bom é entregue de “mão beijada”; se você parar para pensar, constatará que tudo de melhor que a vida nos reserva requer, nem que seja um pouquinho só, de sofrimento. Pois através do sofrimento aprendemos a dar valor e amadurecemos material e espiritualmente. Como diz uma frase que eu li cujo autor eu desconheço: "By suffering comes wisdom."

Só que existe um pequeno problema nisso tudo. As pessoas confundem o praticar com o professar! Confessar publicamente que religião segue não é o suficiente, seria fácil demais. O que Deus quer de nós é a prática dos ensinamentos, pouco importa se você se intitula budista, umbandista, espírita, católico, evangélico, taoísta ou qualquer outra coisa. Deus não dá valor nem atenção exclusiva ao grupo social que você pertence, Deus dá valor ao conteúdo das tuas obras, da sinceridade do teu coração. Da vontade que você tem de amar a Deus sobre todas as coisas e também o próximo como a ti mesmo.

A religião é importante para muitos, mas não é a única ferramenta que um ser humano deve ter em sua bagagem. A ferramenta principal, a única que garantirá a sua existência em um lugar de felicidade após a expiração de seus sentidos materiais, é o amor.

Que todos tenhamos consciência...